O município de Chaves e o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso comemoraram no domingo passado, dia 4, os 96 anos do nascimento do mestre Nadir Afonso (1920-2013) com várias atividades culturais sobre a vida e obra do pintor flaviense.

O “Dia Nadir” contemplou a projeção de um filme sobre o mestre no auditório do Museu de Arte Contemporânea, visitas guiadas pelos trabalhos expostos de sua autoria acompanhadas por Ensambles da Academia de Artes de Chaves (AAC) e um concerto de homenagem da Orquestra de Sopros da AAC, sob coordenação do maestro Luciano Pereira, no auditório do Centro Cultural de Chaves.

Em dia de aniversário e de homenagem a uma das figuras mais nobres da cidade flaviense, o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso esteve de portas abertas com entradas gratuitas, convidando todos os flavienses a juntarem-se ao dia dedicado ao arquiteto e pintor Nadir Afonso.

Nadir Afonso formou-se em arquitetura na Escola de Belas Artes do Porto. Apesar da formação inicial, foi na pintura que fez carreira, sendo considerado um dos grandes pintores portugueses do séc. XX.

Colaborou com nomes como Le Corbusier ou Óscar Niemeyer, e acabou por se formar também em pintura na École de Beaux-Arts de Paris, com nomes como Pablo Picasso ou Max Ernst.

O mestre Nadir Afonso viria a falecer a 11 de dezembro de 2013. Porém, o seu legado continuará a ser revisitado e lembrado no museu em Chaves a ele dedicado e projetado pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira.

Share.

Deixe Comentário