Decorreu, no passado dia 4 de maio, uma reunião da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Boticas com o intuito de apreciar projetos agrícolas financiados.

Os projetos, que foram analisados nesta reunião, necessitam de parecer positivo por parte do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), condição obrigatória para o cumprimento dos prazos de execução que estão associados às novas construções.

Segundo o município botiquense, “em causa esteve a autorização de construção das infraestruturas relativas aos projetos, que não garantem na sua implantação no terreno, a distância à estrema da propriedade, de uma faixa de proteção nunca inferior a 50 metros”, tendo a Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios proposto a possibilidade de redução desta distância até dez metros, com a condição de serem “adotadas medidas excecionais de proteção relativas à defesa e resistência do edifício à passagem do fogo e medidas excecionais de contenção de possíveis fontes de ignição de incêndios, tanto no edifício, como nos respetivos acessos”.

A proposta foi aprovada por unanimidade.

loading...
Share.

Deixe Comentário