Recorde pessoal de 7,89 metros no salto em comprimento é a 7ª melhor marca em Portugal e 18ª da Europa. Flaviense persegue ainda os mínimos para os Europeus de Atletismo de Berlim esta temporada.

O flaviense Ivo Tavares bateu o seu recorde pessoal ao saltar 7,89 metros no 19º Meeting Internacional de Atletismo da Guarda, onde foi 3º classificado, ficando a seis centímetros dos mínimos para os Europeus de Atletismo deste ano, em Berlim.
Mas a marca do transmontano na prova realizada no Estádio Municipal da Guarda tem ainda mais importância, pois Ivo Tavares alcançou a 7ª melhor marca de sempre em Portugal, em salto em comprimento, fazendo a 18ª melhor marca na Europa.
“Finalmente a marca que estava à espera. Já há algum tempo que sabia que valia uma marca destas, um ‘pequeno’ pormenor é que estava em falta e finalmente consegui acertar com ele, há quem tenha ficado surpreendido com esta marca, mas quem treina comigo e os meus treinadores sabiam bem que a qualquer momento uma marca assim ia sair”, explicou o flaviense que representa o SL Benfica.
Desde o aquecimento que Ivo Tavares “sentiu” que um bom resultado estava a caminho e saltou 7,88 no primeiro salto, fazendo depois dois nulos, e saltou 7,89, estabelecendo a sua melhor marca de sempre, seguidos de mais dois nulos.
O meeting da Guarda foi conquistado pelo brasileiro Alexandre de Melo, com 8,14 metros, seguido de Paulo Oliveira, também brasileiro, com 7,92. Ivo Tavares fechou o pódio.
Resultado de muito trabalho
Após atingir finalmente o patamar que desejava, o atleta do SL Benfica explicou que é o resultado de “muito trabalho, dedicação” e de “dois grandes treinadores”.
“Com eles ao meu lado as coisas tornam-se muito mais fáceis. Vou no segundo ano a treinar com eles e temos uma evolução de 7,08m para 7,89m, 81cm que é uma coisa espetacular quando já estamos num nível elevado e a época ainda não acabou…”, lembrou.

“Quero estar em Berlim”

A marca de 7,89 deixa Ivo Tavares satisfeito, mas não totalmente, pois está a seis centímetros dos mínimos para os Europeus de Berlim, prova em que quer participar.
“É o objetivo e sempre foi desde o inicio da época, tivemos uma conversa logo no inicio e foi o objetivo a que nos propusemos obter esta época, faltam 6 cm e ainda tenho 4/5 provas para o conseguir”, atirou o transmontano.

 

Mínimos podem surgir já na Maia

O calendário de atletismo aperta nesta fase e Ivo Tavares espera chegar à marca desejada já a 4 de julho, no Meeting da Maia, prova de boas memórias para o atleta de salto em comprimento.
Na temporada passada o flaviense atingiu na Maia os mínimos para o Europeu de Sub-23 de pista coberta, que se realizaram em Bydgoszcz, na Polónia.

 

Diogo Caldas
loading...
Share.

Deixe Comentário