A convite da Real Confraria Gastronómica das Cebolas, que visa defender e promover o bom uso da cebola na gastronomia, três alunas da Escola Profissional de Chaves, Ana Carolina Júlio, Estefânia Vila Nova e Joana Vinhais, participaram, nos dias 5 e 6 de abril, em Castêlo da Maia, no 2º Concurso Internacional da Cebola, tendo conquistado o 1º prémio. O Chef Manuel Noya e o Chef Luís Lapeira foram os júris da presente edição.

O concurso, este ano aberto à participação de jovens de outros países, contava com duas categorias: “Chef Júnior” (até aos 18 anos) e “Chef” (dos 19 anos em diante). Na primeira das categorias apresentaram-se as alunas Joana Vinhais, com “Chutney de cebola com crocante de alheira”, e Estefânia Vila Nova, com o prato que lhe valeu o 1º prémio, “Carpaccio de bacalhau com várias texturas de cebola”, uma combinação harmoniosa de elegância visual com delicadeza de sabor. Na categoria “Chef”, a concorrente Ana Carolina Júlio confecionou um “Creme brûlee com compota de cebola e cebolinhas caramelizadas”, uma conjugação da tradição com a inovação, com o qual arrecadou igualmente o 1º prémio.

Conscientes de que a preparação feita da escola, sob orientação dos mestres Chef Vítor Cunha e Chef Paulo Dias, lhes dava a tranquilidade para enfrentar o desafio, à partida difícil pela qualidade dos candidatos, as jovens chegaram, viram e venceram.
Cada vez mais empenhada na consolidação das competências teórico-técnicas dos seus alunos, a Escola Profissional de Chaves, continua a apostar nos desafios que vão demonstrando que quando se tenta o impossível se realiza o possível, pois com dedicação tudo é superável. É este o espírito que move a instituição.

Grupo de Comunicação da Escola Profissional de Chaves

Share.

Deixe Comentário