A Mostra de Cinema Ibérico está de regresso à cidade de Chaves, pelo quarto ano consecutivo, e com uma programação que inclui perto de duas dezenas de filmes. A iniciativa acontece no Cine Teatro Bento Martins.

A iniciativa arranca este sábado, pelas 15h30, com o filme “Kilingpolka” de Eduardo Casanova, que apresenta também no mesmo dia “Androginia”, seguem-se as produções “Deus não quis” de António Ferreira, “O legado dos sem nome” de Ema Vitória, “Alma” de Rodrigo Blaas, “Killies” de David Rebordão, “Moving like waves” de Mariana Rodrigues e “La Mirada Circular” de Ivan Sainz – Pardo. À noite, às 21h30, será exibido “A floresta das almas perdidas” de José Pedro Lopes.

A Mostra de Cinema Ibérico, que conta com vários formatos cinematográficos, que vão desde a curta-metragem, passando pelo documentário até às longas-metragens, apresenta no sábado seguinte, dia 12, a partir das 15h30, mais uma mão cheia de produções: “Inquilinos” de Jaume Balagueró, “Chico-malha” de Guilherme Gomes e Miguel Reis, “Festa do nosso menino São Gonçalinho” de Pablo António, “Doce como o sal” de Alexandra Carneiro, “Fumando espero” de Eduardo Casanova, “Fio a fio” de Patrícia Figueiredo e “Folego – Breath” de Rúben Sevivas. Pela noite, às 21h30, estreia o filme “Correspondências” de Rita Azevedo Gomes.

Em as ambas as sessões haverá um brainstorming no final.

Os bilhetes têm um custo de 3€ para sócios do Cineclube e de 4€ para não sócios.

loading...
Share.

Deixe Comentário