Montalegre: Homenagem ao Padre Fontes pelos 50 anos de vida sacerdotal

Ter,30 Jul 2013


A Câmara Municipal de Montalegre associou-se a mais uma homenagem ao Padre Fontes. Os 50 anos de sacerdócio foram celebrados com uma festa de tributo, que reuniu mais de meio milhar de pessoas.

padre fontesTratou-se de mais um render de vénia, que se junta a outros já realizados, à figura viva mais emblemática do concelho. No Ecomuseu de Barroso, abriu ao público uma exposição dedicada ao sacerdote e também foi apresentado o vinho com a marca “Padre Fontes”, da autoria de Paulo Reis Santos. Momentos depois, no recinto da Nossa Senhora da Saúde, em Vilar de Perdizes, teve lugar uma missa campal, com a presença do Bispo de Vila Real, D. Amândio Tomás, abrilhantada pela Banda Musical de Parafita e Grupo Coral de Montalegre. Em caravana, mais de 500 pessoas rumaram de novo à sede do concelho para o almoço.

Sendo “uma câmara laica, envolve-se nestas iniciativas pela importância que a igreja tem na sociedade” e pelo “reconhecimento e gratidão reconhecidos por ações em prol do concelho”, explicou Fernando Rodrigues, número um da edilidade. O tributo ao padre Fontes foi “um justo reconhecimento por 50 anos de trabalho pela igreja, pela comunidade e pela dedicação aos paroquianos”. Todavia, “o padre Fontes é muito mais!”, acrescentou. Para o autarca, “ele paroquiou o concelho, foi o evangelista da nossa terra, da nossa cultura e cantou-a bem alto”.

Para Fernando Rodrigues, o padre Fontes é, “sem dúvida, uma referência do Barroso, uma referência cultural dos nossos tempos e uma das personalidades que mais tem contribuído para a divulgação e promoção da terra”. Foi nesse sentido que, em devido tempo, a Câmara Municipal de Montalegre “lhe consagrou o seu nome na sede do Ecomuseu de Barroso – “espaço padre Fontes” – e lhe atribuiu, anteriormente, a medalha de mérito do município”. Sem poupar elogios, o edil reforçou que se trata “de uma das personalidades que mais tem contribuído para eternizar um pedaço deste Portugal: o país Barrosão”.

O Padre Fontes agradeceu “a todos os barrosões a homenagem e a festa personalizadas”. Nessa linha, fez questão de “a devolver a todos aqueles que toda a vida personifiquei e me identifiquei até ao mais profundo e sentido pormenor”. Emocionado, confessou querer “ter sete vidas para, em todas, continuar a cantar este Barroso que amamos e merece dedicação”.

Amândio Tomás, Bispo de Vila Real, proferiu palavras de agradecimento ao padre Fontes pela “dedicação e pelo empenho em tempos difíceis”. Recordou os “dotes intelectuais” do pároco, que o “credenciaram perante um grande público”. A forte presença “de amigos no convívio foi sinal do mérito e daquilo que ele representa”. Salientou que “as pessoas se medem pelas amizades e a presença de tanta gente é a prova clara da obra, da dedicação e do amor a Deus e aos Homens que lhe foram confiados”.

 

Redacção

 

m4s0n501

Deixe uma resposta

Free WordPress Themes

Iniciar sessão | Diario Atual - Todos os Direitos Reservados

Hosted by PluriNetworks WordPress Themes
Wp Advanced Newspaper WordPress Themes Gabfire