A vila de Boticas acolheu a partida da 3ª edição do Portugal Lés-a-Lés Off-Road, que se realizou entre os dias 20 e 23 de setembro. O evento, que ligou Boticas a Lagoa e que teve paragens em Belmonte e Arraiolos, foi organizado pela Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) e contou com a participação de cerca de 300 motociclistas, entre os quais espanhóis.

O primeiro dia de prova decorreu na quarta-feira, dia 20, na Praça do Município, com a instalação do Paddock e a receção dos participantes, para as habituais verificações técnicas e atribuição de material de apoio.
À noite, o ponto de encontro aconteceu no Pavilhão Multiusos, local onde o presidente da Câmara Municipal, Fernando Queiroga, deu as boas-vindas aos motociclistas e à organização da prova.
“É com enorme prazer que Boticas acolhe mais uma iniciativa do Portugal Lés-a-Lés. Apesar de estarem apenas de passagem pelo nosso concelho, quero que regressem cá, com mais tempo e na companhia das vossas famílias, para desfrutarem de tudo aquilo que Boticas tem para oferecer”, referiu o autarca.

Boticas contemplada com campanha de reflorestação

A par da 3ª edição do Portugal Lés-a-Lés Off-Road, a FMP aproveitou a oportunidade, juntou o útil ao agradável e apresentou a campanha “Reflorestar Portugal de Lés-a-Lés”, que tem como principal objetivo plantar em oito dos 30 concelhos por onde passa a prova, duas espécies autóctones de árvores, o que permite dar o primeiro passo para a reflorestação das regiões afetadas pelos incêndios florestais dos últimos anos.
A FMP pretende, assim, sensibilizar as populações locais para o benefício e para a importância da rápida reflorestação dos territórios afetados por este flagelo, dando nova vida às serras e vales de Portugal.
Boticas não foi exceção e foi agraciada com a atribuição de um exemplar de carvalho-negral e outro de castanheiro, tendo estas duas espécies autóctones sido plantadas no passado dia 21 de setembro no jardim contíguo ao edifício da Câmara Municipal.
No próximo mês de novembro, o Município de Boticas irá receber centenas de exemplares destas duas espécies autóctones, que irão ser distribuídos pelas populações e plantados um pouco por todo o concelho.
“Felicito a Federação de Motociclismo de Portugal pela excelente iniciativa que pôs em marcha e agradeço o facto de Boticas ter sido contemplada com esta reflorestação. Este grande gesto vem, assim, amenizar um pouco da dor que sentimos de cada vez que olhamos para a nossa floresta e para a nossa paisagem”, destacou Fernando Queiroga.

Redação/CM Boticas

Share.

Deixe Comentário